Ultra Violenta: Aveiro acolhe quinzena dedicada à cultura visual alternativa

De 28 de Maio a 12 de Junho, Aveiro recebe um evento de produção artística independente, organizado pela fanzine Ultra Violenta. Com entrada gratuita, a Quinzena da Cultura Visual Alternativa terá uma exposição conjunta e oito oficinas do it yourself em diversas áreas das artes visuais.

Foto
Ultra Violenta

Para “fazer uma afirmação de criação artística alternativa e se tornar um agente activo de cultura”, a fanzine Ultra Violenta organiza um festival que celebra as artes visuais e arranca esta sexta-feira, 28 de Maio, em Aveiro, prolongando-se até 12 de Junho.

“Com esta acção, pretendo lançar as fundações para que se possa celebrar a cultura visual alternativa e as publicações independentes”, afirma, em comunicado, Miguel Correia, editor da fanzine e organizador da Ultra Violenta — Quinzena da Cultura Visual Alternativa, publicação independente, artes plásticas e design experimental de Aveiro.

Foto
Fanzine Ultra Violenta

O festival será palco de uma exposição conjunta com as ilustrações e obras que fizeram parte de 12 números da Ultra Violenta, desde a sua criação em Janeiro de 2020 até ao início de 2021. O projecto editorial contou já com a participação de 38 artistas nacionais e 12 internacionais, que se encontram espalhados pelo espectro das artes, entre a poesia, ilustração, tipografia, fotografia e design experimental.

Para pôr mãos à obra, oito workshops que celebram a cultura do do it yourself (“faz tu mesmo”, em português) serão dinamizados por profissionais de áreas como a ilustração, risografia, caligrafia e edição de fanzines. No Dia do Autor Aveirense, que se assinala a 12 de Junho, decorrerá ainda a conferência “Novos autores, uma história de resiliência”.

Com o objectivo de partilhar o espólio resultante do trabalho desenvolvido neste festival, “pretende-se que [o mesmo] lance as bases para uma repetição anual, onde se possam apresentar as diferentes publicações independentes que são editadas em Portugal e criar aqui um local de reflexão e discussão positiva sobre estes agentes culturais e os conteúdos que publicam”, lê-se em comunicado.

A visitar na Biblioteca Municipal de Aveiro, esta Quinzena da Cultura Visual Alternativa tem entrada gratuita e integra-se na 45.ª Feira do Livro de Aveiro, que acontece até 17 de Junho.

Texto editado por Ana Maria Henriques