Empresas de Lisboa recusaram programa de testes gratuitos à covid-19

Num universo de 5100 empresas, em que metade são restaurantes, foram emitidos apenas 29 vouchers para testes grátis e só um foi utilizado. Em causa cerca de 6 mil trabalhadores.

Foto
Miguel Manso

O programa “Lisboa Protege” tem sido desperdiçado por empresas e comerciantes do concelho, onde a situação epidemiológica tem vindo a agravar-se. Este programa foi criado pela autarquia de Fernando Medina há 30 dias e paga dois testes anticovid por mês a cada funcionário das empresas (mesmo que tenham residência fora do concelho de Lisboa) que viram a sua facturação cair mais de 25% por causa da pandemia. Ao fim deste tempo, apenas 29 vouchers foram emitidos, apurou o PÚBLICO, e apenas um destes foi utilizado. Trata-se de um universo de 5100 empresas que abrange perto de 6 mil trabalhadores. Mais de metade destas empresas são restaurantes, as restantes são comércio.

Sugerir correcção
Ler 23 comentários