Homem cego há 40 anos recuperou visão parcial com nova terapia

A revista Nature Medicine apresenta hoje um caso de sucesso de uma inovadora terapia optogenética que envolveu uma injecção, um par de óculos especiais e alguns meses de treino para ensinar o cérebro a voltar a ver.

Foto
O doente fez vários testes no laboratório em Paris DR

Uma passadeira na rua, ou, para sermos mais precisos, a percepção de “riscas brancas numa rua”. Este terá sido um dos momentos-chave da história que é contada hoje num artigo publicado na revista Nature Medicine. Um homem de 58 anos de idade, francês, estava cego há quase 40 anos depois de lhe ter sido diagnosticada uma doença rara neurodegenerativa chamada “retinose pigmentosa” que destrói as células da retina que recebem os sinais de luz. O doente foi submetido a uma inovadora terapia de optogenética. E o resultado, que envolve a percepção de traços brancos numa rua, uma simples passadeira, foi um dos claros sinais do êxito.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários