O Mediterrâneo onde afogamos a nossa humanidade

A vida digna que temos para oferecer na UE são campos cercados. Para além da retórica da defesa dos direitos humanos, estão as ações e as omissões. Infelizmente, falam por si.

Brahim Ghali, líder independentista do Saara Ocidental, contraiu covid-19 e foi recebido em Espanha para tratamento. Marrocos levou a mal. A sua embaixadora em Espanha afirmou que “as ações têm consequências que têm de ser enfrentadas”. Alegadamente por esta razão, Marrocos terá relaxado os controlos fronteiriços e deixado zarpar da sua costa um número de migrantes sem precedentes, em direção ao enclave espanhol de Ceuta. Mais de oito mil em pouco mais de um dia.