Covid-19 em Portugal: uma morte e 334 casos. Internamentos sobem

Hospitalizações desciam há cinco dias consecutivos. Doentes em unidades de cuidados intensivos também sobem. Há 22.275 casos activos em Portugal, mais 104 que no dia anterior.

Foto
Nuno Ferreira Santos

Portugal registou este sábado uma morte por covid-19 e 334 casos de infecção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS) divulgado neste domingo.

O total de vítimas mortais sobe assim para 17.007 e o de infectados ascende a 842.182 desde o início da pandemia.

O número de infecções reportadas este domingo mantém a tendência de estabilização da situação epidemiológica, com valores em linha com os dois domingos anteriores: o relatório de situação de 9 de Maio dava conta de 324 casos e o de 2 de Maio contabilizava 330.

Relativamente às mortes, este é o terceiro sábado consecutivo com registo de uma morte por covid-19. O óbito deste sábado foi um homem entre os 70 e os 79 anos na região Norte.

O relatório de situação actualizado indica que há 245 pessoas internadas, mais 22 que no dia anterior, sendo que 76 estão nos cuidados intensivos (mais cinco que na sexta-feira). O número de hospitalizações descia há cinco dias consecutivos, sendo que o aumento deste sábado é o maior em quase um mês (desde 18 de Abril).

Há mais 229 recuperações, elevando o total de pessoas recuperadas para 802.900. Excluindo estes casos e os óbitos, Portugal conta agora 22.275 casos activos em Portugal, mais 104 que no dia anterior – o quinto aumento consecutivo deste indicador.

A maior parte dos casos notificados este sábado são na região Norte, com 141. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 82, a Madeira com 37, o Centro com 33, o Algarve com 22, os Açores com 15 e o Alentejo com quatro.

Os indicadores da matriz de risco, que servem para avaliar o avanço ou recuo no desconfinamento, só são actualizados nos boletins das segundas, quartas e sextas-feiras. Na matriz mais recente, o índice de transmissibilidade – o número de pessoas que são infectadas por alguém – situa-se em 0,95, tanto a nível nacional como continental.

Já a incidência fixa-se nos 50,3 casos de infecção por 100 mil habitantes a 14 dias (48,1 em Portugal continental).