Vacinar crianças contra a covid-19: “luxo” dos EUA ou possibilidade na Europa?

Regulador norte-americano autorizou a vacina em camadas mais jovens. Especialistas ouvidos pelo PÚBLICO dizem que vacinação das crianças poderá trazer vantagens, mas relembram que Estados Unidos estão mais avançados no plano de vacinação do que a Europa.

Foto
Luz verde da FDA chegou nesta segunda-feira Reuters

A agência norte-americana que regula os medicamentos, a Food and Drug Administration (FDA), autorizou nesta segunda-feira a utilização da vacina da Pfizer-BioNTech em crianças entre os 12 e os 15 anos. Esta decisão requer ainda a aprovação do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos antes de entrar em efeito, algo que o The New York Times dá como muito provável acontecer.