PAN quer Parlamento a debater, com urgência, imigração ilegal e rede de tráfico em Odemira

Também o Bloco de Esquerda e o CDS pedem esclarecimentos ao Governo, num conjunto de perguntas enviadas ao Ministério da Saúde e ao Ministério da Administração Interna.

Foto
Estima-se que cerca de seis mil trabalhadores agrícolas vivam em condições insalubres LUSA/MáRIO CRUZ

O PAN entregou nesta terça-feira um requerimento para agendar um debate de urgência sobre a imigração ilegal, redes de tráfico de pessoas, escravatura laboral, sobrelotação e insalubridade de habitações dos trabalhadores agrícolas em Odemira. No documento, o partido enumera os problemas que ultrapassam “a já muito grave questão da habitação” e pede que o debate aconteça já na quinta-feira, na sessão plenária de 6 de Maio. Mas há mais partidos a exigirem respostas do Governo. Além do requerimento entregue pelo PAN, o Bloco de Esquerda e o CDS enviaram perguntas aos ministérios da Saúde e da Administração Interna, respectivamente.