Paulo Flores lança primeiro videoclipe do seu novo álbum In-dependência

Anunciado em meados de 2020, está finalmente disponível o disco In-dependência, com o qual o cantor e compositor angolano Paulo Flores quis assinalar o 45.º aniversário da independência de Angola, celebrado em 11 de Novembro do ano passado. “Vai um pouco fazer uma leitura minha destes 45 anos de independência”, disse ele ao PÚBLICO na estreia do projecto Esperança, que o levou a gravar um álbum com o rapper angolano Prodígio. Esse disco chamou-se A Bênção e a Maldição foi lançado a 6 de Novembro, tendo a antecedê-lo dois videoclipes bem significativos, Nzambi e Fome.

Com 11 temas, dois deles aglutinados num só (11 para coincidirem não só com o dia mas também com o mês da independência de Angola, o 11.º do ano), In-dependência ainda ecoa as preocupações de Paulo Flores expressas no seu trabalho com Prodígio: “É nós vermos todas as possibilidades que temos e tudo aquilo que não realizámos, principalmente em relação à inserção social e à oportunidade de vida para todos.”

Paulo Flores escolheu para apresentar o álbum um dos seus temas, Jeito alegre de chorar, agora lançado em single e em videoclipe: “Apesar da tristeza eu só vivo a cantar (...)/ A gente tem um jeito/ tão alegre de chorar”. Os outros temas são: Heróis da foto, Bem-vindo, Semba original, Si bu sta dianti na luta - Xica feia, Amanhã (11 de Novembro), Njila Ia dikanga, Independência, Esse país e Roda despedida de semba. O videoclipe feito a partir da canção (letra e música) de Paulo Flores tem realização, direcção de fotografia e montagem de Sérgio Afonso, a partir de um conceito desenvolvido por Dércio Tomás Ferreira & Johel Almeida. Danilson Francisco é o actor principal.

A apresentação ao vivo do novo álbum de Paulo Flores já tem data marcada: será no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no próximo dia 21 de Maio, às 22h.

Sugerir correcção