Partilhar estratégias de descolonização das cidades entre Lisboa e Hamburgo

Através de um mapa digital, da produção de textos e de debates, o projecto ReMapping Memories do Goethe-Institut Portugal procura estimular a reflexão sobre as marcas coloniais nas cidades europeias e criar uma memória pública mais justa. A iniciativa arranca no dia 5 com o lançamento do site e um ciclo de conversas online.

Foto
A Estátua Padre António Vieira, a Sociedade Portuguesa de Geografia, o Bairro do Mocambo, o Padrão dos Descobrimentos, o Memorial de Homenagem às Pessoas Escravizadas e a discoteca B.Leza são alguns dos lugares que integram este mapa work-in-progress. Rui Sérgio Afonso

O espaço público de uma cidade não é neutro, tal como não o é o modo como se escolhe projectar as suas memórias e heranças históricas em diálogo com as vivências do presente. Com isso em mente, o Goethe-Institut Portugal lança, a 5 de Maio, ReMapping Memories Lisboa – Hamburg: Lugares de Memória (Pós) Coloniais, um projecto bilateral, desenvolvido entre Portugal e a Alemanha, em que se procura inscrever Lisboa e Hamburgo no debate em curso sobre a descolonização das cidades europeias, outrora metrópoles-eixo do colonialismo.