Há um “grande parque habitado” a ser projectado para Marvila

Programa municipal de renda acessível vai incluir 500 novas casas nos bairros da GNR e da Flamenga, intervenção no espaço público e no futuro Parque Urbano da Quinta do Marquês de Abrantes que terá sete hectares.

Foto
A ideia é ter zonas verdes como unificadores do território dr

É uma zona da cidade encaixada entre uma frente ribeirinha industrial e uma zona interior acidentada, aqui e ali com bairros municipais isolados entre si. Na grande área do vale de Chelas, em Lisboa, está a projectar-se um “grande parque habitado” para que estes bairros dispersos se unifiquem no território. Tal e qual como se fossem parte de um grande parque verde, onde seja mais fácil circular a pé, de bicicleta, de carro ou de comboio. E onde entrem novos moradores para as 550 novas casas que a Câmara de Lisboa ali quer construir, no âmbito da vertente pública do seu Programa de Renda Acessível (PRA)