Aos 47 anos Stewart Cink vence RBC Heritage pela 3.ª vez

Torna-se o segundo múltiplo campeão no PGA Tour 2020-2021 depois de Bryson DeChambeau

Foto
Stewart Cink exibe uma vez mais o troféu do RBC Heritage, 17 anos depois do seguindo © PGA TOUR

Foi o seu oitavo título no circuito dos EUA e com ele torna-se o segundo jogador com múltiplas vitórias na temporada 2020-2021, juntando-se a Bryson DeChambeau (Open dos EUA em Setembro e em Março o Arnold Palmer Invitational). Cink tinha já vencido em Setembro o Safeway Open, o primeiro torneio da temporada, no Silverado Resort & Spa North, em Napa, Califórnia. Em ambas as vitórias, teve no saco, como caddie, o seu filho Reagan. Sobe de 26.º para 3.º na FedEx Cup. E vai reentrar no top-100 do ranking mundial na actualização da tabela (era 115.º).

O primeiro dia do RBC Heritage, num campo de Par 71, pertenceu ao australiano Cameron Smith, com 62 (-9). Cink ficou a morder os calcanhares, e no segundo repetiu as 63 do primeiros dia, para se isolar na frente com o mais baixo agregado aos 36 buracos, 126 (-16), batendo a anterior melhor marca neste capítulo que pertencia a Jack Nicklaus com 129 (-13) a caminho do triunfo em 1975 e igualada por Phil Mickelson para o terceiro lugar em 2002. 

No sábado marcou 69 e, com um total de 195 (-18), estava batido novo recorde, agora no agregado dos 54 buracos, batendo as 197 de Justin Leonard em 2002. Partiu para a última jornada a liderar com 5 shots de vantagem sobre o n.º 4 mundial Colin Morikawa. Com este jogando em parelha no grupo de honra de domingo, Cink nunca deixou que a concorrência se aproximasse a pelo menos 3 shots dele. E, com um 70 a fechar, soma 265 (-19) vencendo com 4 à melhor sobre Harold Varner (66-68-69-66) e o argentino Emiliano Grillo (68-64-69-68). Sucede na lista dos vencedores a Webb Simpson, que em 2020 venceu com 262 (-22). 

Maverick McNealy (71-67-66-67), o canadiano Corey Conners (67-64-72-68) e o inglês Matt Fitzpatrick (71-64-68-68) com 271 (-13). Colin Morikawa caiu de 2.º para 7.º, com 272 (65-68-67-72), empatado com Chris Kirk (70-67-68-67). 

Cameron Smith foi 9.º com 273 (62-71-74-66), posição que partilhou com Shane Lowry  (70-65-72-66), Russell Henley (69-70-67-67) e Webb Simpson (71-68-64-70). Uma digna defesa do título para Simpson. 

O n.º 1 mundial Dustin Johnson terminou nos 13.ºs com Denny McCarthy, Brian Harman, Daniel Berger e Sungjae Im, com 274 (-10). 

Veja mais em www.golftattoo.com