Carlos César reafirma “tristeza” e “raiva” do PS em relação a Sócrates

Presidente do PS garante que as críticas foram feitas por si em 2018 “com vigor” para não ficarem esquecidas no tempo

Foto
Nuno Ferreira Santos

O presidente do PS, Carlos César, reafirmou este sábado ao PÚBLICO as críticas que fizera em 2018 ao ex-primeiro-ministro José Sócrates, agora acusado de três crimes de branqueamento de capitais e outros três de falsificação de documentos. “Não tenho nada a acrescentar ao que disse há três anos. Fi-lo e com o necessário vigor”, explicou César que é também ex-presidente do Governo Regional dos Açores e ex-líder parlamentar do PS.