Governo vai aumentar componente de empréstimos no PRR para empresas

Na versão final do documento, os investimentos rodoviários diminuíram 25% e subiu a aposta na cultura, mar e desporto.

Foto
Nelson de Souza, ministro do Planeamento JOSÉ SENA GOULÃO

A componente de apoio às empresas vai sair reforçada na proposta final de Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que o Governo pretende entregar na próxima semana em Bruxelas, através do alargamento da componente de empréstimos. A proposta que foi aprovada em Conselho de Ministros esta quinta-feira, e que vai ser apresentada esta sexta-feira ao Presidente da República, prevê que os apoios às empresas – que o Governo contabiliza em cerca de 30% dos 14 mil milhões de euros a que Portugal terá direito no PRR – possam aumentar através do reforço da componente de empréstimos.