Actriz durante o dia, viajante e voluntária no resto do tempo

O voluntariado faz parte da Diana Nicolau. A sua faceta de actriz e locutora é como todas a conhecemos, mas é o papel de voluntária que desempenha há mais tempo. Membro do Rotary Act desde que se lembra, a sua participação cívica foi crescendo com o passar do tempo, tendo culminado numa experiência marcante quando, em 2015, foi passar quatro meses em Kibera, a favela no Quénia. Na altura, Kibera tinha cerca de 5 milhões de pessoas e ainda hoje Diana tem alguns pesadelos com o que lá viu.

No episódio de hoje, a conversa tendeu para este assunto. Tendo sido voluntária mas também parte integrante de uma ONG, Diana Nicolau conhece os cantos e recantos deste tema complexo. Durante a conversa ofereceu dicas para quem quer ajudar - pesquisar bem e dar primazia às organizações locais, sendo que a atriz prefere doar em bens do que dinheiro - e nomeou algumas das mais recentes organizações que ajudou: Admiradores Secretos, Cama Solidária e Nosso Prato.

O tema incontornável do episódio foi a viagem que fez em 2018, quando partiu sozinha para a América do Sul, Tinha a ideia de ir seis meses; ficou oito. “Ir sozinha põe-te mais predisposta a tudo”, partilhou connosco hoje, mas também no Gap Year Summit de 2019, em Coimbra, o maior evento da Gap Year Portugal que junta gappers, viajantes, entusiastas e curiosos. Este ano, vai realizar-se este fim-de-semana, nos dias 17 e 18 de Abril, no formato online.

De volta a Portugal trouxe histórias malucas, uma sensação de que foi capaz de se testar muito mais do que se tivesse ido acompanhada e uma vontade de ser mais minimalista - nas duas semanas depois de voltar, só usou o que tinha na mochila.

Diana recusa-se a ser rotulada como uma coisa só: é actriz, locutora, empresária, viajante, voluntária. E agora é também dona de uma carrinha, que está a transformar para ir dar umas voltas pela Europa, quando terminar a novela e os espectáculos que se seguem no verão.

Por agora, fiquem com este episódio repleto de histórias contadas com sotaque brasileiro, introspecções sobre o lado menos bom do voluntariado e uma perspectiva ainda rara em Portugal de que não temos de ser uma coisa só - todos ainda temos muitos papéis por representar.

Qualquer dúvida para a Diana, encontra-a no Instagram @diana_nicolau.

Subscreva o programa Ready. Gap. Go! na Apple PodcastsSoundCloudSpotify e nas aplicações para podcasts. Descubra outros programas em publico.pt/podcasts.​​​ Acompanhe a Gap Year Portugal nas redes sociais Instagram Twitter e no site gapyear.pt.​​​​