Defesa de Sócrates pondera recurso, resta saber se será aceite

Maioria dos juristas contactados pelo PÚBLICO entende que recursos que arguidos da Operação Marquês apresentarem da decisão do juiz Ivo Rosa não serão sequer apreciados.

Foto
Rui Gaudêncio

A defesa do antigo primeiro-ministro José Sócrates pondera recorrer da decisão instrutória desta sexta-feira para o Tribunal da Relação de Lisboa. Mas não é certo que o possa fazer e a maioria dos juristas contactados pelo PÚBLICO entende que não. Seja como for, o Ministério Público anunciou que irá tentar alterar a decisão do juiz Ivo Rosa recorrendo dela, tendo pedido um prazo maior do que o habitual – 120 dias – para apresentar os seus argumentos.