OndEstudo: Guilherme criou uma app que reúne locais de estudo por todo o país

Com a OndEstudo podes escolher um sítio para estudar, ver o horário ou a ocupação do espaço. Se conheceres algum espaço novo, também podes sugerir. A plataforma foi lançada por Guilherme Ribeiro a 15 de Março e já conta com 200 downloads.

Foto
Yura Fresh/Unsplash

Existem aplicações para tudo e todos os gostos, e quando são desenvolvidas por estudantes para estudantes o grau de inovação aumenta ainda mais. ​As que chegam para ajudar nos estudos só trazem benefícios, mas ainda existem aspectos que têm de ser trabalhados. Foi a pensar numa das dúvidas mais comuns dos estudantes que nasceu, a 15 de Março, a aplicação OndEstudo, “um guia que pretende juntar num só sítio os locais de estudo mais populares por todo o país”.

A ideia surgiu da cabeça (e do computador) de Guilherme Ribeiro, estudante do 4.º ano de Engenharia Informática na Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa, que se via frequentemente em discussões com os colegas sobre o tema. “Não havia nenhuma plataforma nem nenhum sítio em concreto onde pudesse encontrar todos os sítios para estudar perto de mim e baseava-me sempre nos mesmos”, começa por explicar ao P3. “Foi um bocado para combater isso que decidi, com os meios que tenho e que fui aprendendo ao logo dos anos, criar esta aplicação para me ajudar a mim e a toda a gente que se queira juntar ao projecto.”

Guilherme Ribeiro/Roft
Guilherme Ribeiro/Roft
Guilherme Ribeiro/Roft
Fotogaleria
Guilherme Ribeiro/Roft

Esta plataforma, que se diferencia por ser “simples, intuitiva” e gratuita, está disponível apenas para versão Android na Google Play ou através do site Roft e não precisa de dados pessoais para funcionar. Para veres os sítios mais próximos basta activares a localização do telemóvel. Para ir mais longe e explorar as várias funcionalidades também é simples: basta criar uma conta e fazer o login.

O menu assemelha-se ao do Spotify. Existem nove colecções que dividem os espaços por temas: café, biblioteca, universidade, natureza, aberto 24horas, sossegado, escritório, estético e boa luz. Cada local de estudo apresenta uma breve descrição, fotografias, lotação actual e horário.

Para além de facilitar a vida aos estudantes, um dos principais componentes da OndEstudo passa por criar um espaço “mais comunitário” onde os utilizadores podem sugerir locais até à data desconhecidos, criar listas de favoritos ilimitadas ou comentar o espaço. “Tenho visto alguns dos sítios que são submetidos e tenho ficado espantado com alguns que não conhecia e quero partilhar isso com toda a gente”, salienta. Para além disto, o carácter social da plataforma que já conta com 200 downloads em menos de um mês não ficou esquecido. O estudante pode seguir e ser seguido por amigos e ver a lista de favoritos dos mesmos.

Foto
Guilherme desenvolve projetos de software e design disponíveis no site Roft Guilherme Ribeiro/Roft

Limites de idade, assim como limites geográficos não existem. “Neste momento já temos espaços por todo o país, inclusivamente na Madeira, e a ideia será também, se assim ocorrer, expandir internacionalmente. A aplicação está feita de forma a suportar isso.” Os custos de manutenção da aplicação são suportados pelos poucos anúncios de publicidade paga.

Foram necessários dois meses até que a plataforma estivesse apta para ser lançada; no entanto, reforça o estudante de 22 anos, isso não significa que esteja terminada, até porque estão já a ser pensadas novas funcionalidades relacionadas com estudo e para estudantes que, por enquanto, “serão surpresa” e chegarão antes do Verão.

Texto editado por Ana Maria Henriques