Apelo

É indispensável que a Comissão Europeia seja capaz de demonstrar cabalmente e definitivamente a sua capacidade de superar os interesses financeiros e industriais na questão das vacinas, sob a proteção de Estados-membros mais influentes, a favor do bem-estar das populações europeias.

No último ano, como consequência da pandemia de covid-19, morreram quase três milhões de pessoas e o mundo mergulhou numa grave crise económica e social que atirou milhões de indivíduos para o desemprego e a miséria. A situação é de catástrofe.