Escolas identificaram mais 5 mil alunos sem condições para aulas à distância durante o 2.º período

Na última semana de aulas do 2.º período, 8500 estudantes estiveram em ensino presencial depois de os professores terem considerado que o regime remoto não era eficaz para eles. Número de filhos dos trabalhadores essenciais em escolas de acolhimento diminuiu muito depois da reabertura do pré-escolar e 1.º ciclo.

Foto
Anna Costa

Desde que a generalidade dos alunos voltou ao ensino à distância, não parou de crescer o número daqueles que tiveram que regressar às aulas presenciais por se considerar que o regime remoto não estava a ser eficaz para a sua aprendizagem. Na última semana de aulas do 2.º período, foram às escolas de acolhimento uma média de 8500 estudantes por dia, por este motivo. O número cresceu mais de duas vezes e meia desde o início de Fevereiro.