Estilista norte-americana vende camisola poveira como sendo sua por 695 euros. E fala em inspiração mexicana

Peça de artesanato com mais de um século é apresentada com a coroa da bandeira monárquica nacional e os símbolos dos pescadores da Póvoa de Varzim e custa dez vezes mais do que um original feito à mão, na terra de origem.

Foto
Camisola à venda no site da estilista Tory Burch, esta quarta-feira DR

Depois de ter sido usada pela princesa Grace do Mónaco e ter aparecido na National Geographic, a famosa camisola dos pescadores poveiros está a ganhar um novo impulso de “internacionalização” ao estar a ser vendida, tal qual como é, pela americana Tory Burch, a 695 euros. O problema é que a famosa estilista apresenta esta peça de artesanato da Póvoa de Varzim – que está em processo de certificação entre nós – como uma nova criação, chegando a identificá-la como uma sweater inspirada na baja mexicana, apesar de manter os caranguejos e outros motivos marítimos, acompanhados, em grande destaque, pela coroa da monarquia portuguesa, ao centro. Aos protestos da junta e do município da Póvoa de Varzim a empresa da estilista nada respondeu, até agora. Mas no site, a camisola já mudou de nome e perdeu a inspiração mexicana.