Primeiro capítulo de Cães Maus Não Dançam, o novo livro de Arturo Pérez-Reverte

Chega nesta terça-feira às livrarias Cães Maus Não Dançam,, uma novela do escritor espanhol Arturo Pérez-Reverte. É “uma história de sobrevivência num mundo onde a lealdade é puro instinto”, revela a editora Asa. Aqui pode ler-se o primeiro capítulo intitulado O Bebedouro da Margot.

Foto
Arturo Pérez-Reverte xx direitos reservados

O meu dono julgava que eu lutava por ele, mas enganava‐se. Sempre lutei por mim. Devido à minha raça e ao meu carácter, sou um lutador nato: naquele tempo pesava cinquenta quilos, media setenta e quatro centímetros das patas à cernelha e tinha uma boca com fortes caninos na qual teria cabido a cabeça de uma criança. Nasci rafeiro, cruzamento de mastim espanhol e cão‐de‐fila brasileiro. Quando era cachorro, tive um daqueles nomes ternos e ridículos que põem aos cãezinhos recém‐nascidos, mas já passou muito tempo desde então. Já me esqueci. Há muito que todos me chamam Negro.