Accionista do Portimonense empresta 13,4 milhões ao FC Porto

Theodoro Fonseca, o maior accionista da SAD algarvia, financiou os “dragões” através da sociedade offshore For Gool. Parte destas verbas serviram para contratar jogadores através de operações que levantam suspeitas às autoridades fiscais portuguesas.

Foto
O FC Porto beneficiou de empréstimos do maior accionista do Portimonense, clube seu adversário na I Liga Reuters/MIGUEL VIDAL

Em Dezembro, a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do FC Porto foi alvo de buscas das autoridades que procuravam documentos relativos ao envolvimento da empresa Pearl Design (offshore) de Paulo Lalanda e Castro – ex-patrão do antigo primeiro-ministro José Sócrates na empresa Octapharma Portugal – na compra de parte dos direitos económicos (passe) do avançado brasileiro Walter da Silva. Mas houve outra sociedade envolvida nesta complexa operação e que está também sob escrutínio da Autoridade Tributária (AT), segundo o que o PÚBLICO apurou: a For Gool Co Ltd, maior accionista da SAD do Portimonense, gerida pelo empresário brasileiro Theodoro Fonseca.

Sugerir correcção
Ler 16 comentários