João Leão: gerir uma pandemia com palas

Compensar pouco, deixando as pessoas aflitas para pagar contas, é uma das formas de João Leão segurar as contas do défice. A sua gestão orçamental tem palas. Não vê além do dia seguinte.

Soubemos na quarta-feira que o défice de 2020 ficou 3,7 mil milhões de euros abaixo do que o próprio Governo tinha previsto em outubro. Isto não tem nada a ver com o valor do PIB (porque não é calculado em percentagem). E também não tem nada a ver com medidas como as ajudas à TAP (porque se trata do défice em contabilidade pública, que não conta medidas dessas, com impacto potencial nas contas públicas).