Governo só autorizou sete pedidos de pré-reforma

A maioria dos 32 pedidos que chegaram ao gabinete do secretário de Estado da Administração Pública estavam incompletos. Os sete pedidos autorizados foram enviados às Finanças para obter a necessária a luz verde desta tutela.

Foto
daniel rocha

A pré-reforma está regulamentada desde 2019, mas o Governo continua a resistir a utilizar este instrumento de gestão destinado aos funcionários públicos que têm 55 ou mais anos e pretendem deixar a vida activa, ficando a receber uma prestação até alcançarem a idade para se aposentarem. Até agora, chegaram ao gabinete do secretário de Estado da Administração Pública, José Couto, 32 pedidos de pré-reforma, mas apenas sete foram autorizados.