Festival de Cannes adiado de Maio para Julho

A 74.ª edição do festival de cinema tinha sido anunciada no ano passado, já com a ressalva de que poderia vir a mudar de data.

Foto
A edição deste ano do Festival de Cannes passou para Julho SEBASTIEN NOGIER/lusa

A 74.ª edição do Festival de Cannes, o festival de cinema mais importante do mundo, estava anunciada para Maio, coincidindo com o seu calendário habitual. Este ano, porém, pairava de novo sobre as datas, 11 a 22 desse mês, a ressalva de que tudo poderia mudar caso a pandemia se agravasse. Foi o que aconteceu. Esta quarta-feira, num comunicado enviado às redacções, a organização anunciou o adiamento do festival para Julho, adiantando que terá lugar entre os dias 6 e 17.

Em 2020, recorde-se, e após várias hesitações, o festival acabou por ter apenas uma edição condensada de três dias, no final de Outubro. O selo de qualidade “selecção oficial de Cannes 2020" foi dado a uma série de filmes que teriam passado pelo festival caso este tivesse decorrido como é habitual.

A edição do ano passado contou, ainda assim, com duas curtas-metragens portuguesas: O Cordeiro de Deus, de David Pinheiro Vicente, e Corte, de Afonso e Bernardo Rapazote.