Presidenciais: Ana Gomes é a mulher mais votada de sempre

Antes, esse lugar de candidata mulher mais votada tinha sido de Marisa Matias que, em 2016, tinha obtido cerca de 10% dos votos nas eleições presidenciais.

Foto
Rui Gaudêncio

Apesar de não ter havido muitas candidatas mulheres em eleições presidenciais em Portugal, a candidata Ana Gomes alcançou, na noite deste domingo, a maior percentagem de votos até hoje registada num sufrágio para escolher quem ocupa o lugar de Presidente da República.

Antes, esse máximo tinha sido alcançado nas últimas eleições presidenciais, em 2016, pela candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda, Marisa Matias.

Nessa altura, Marisa Matias tinha conseguido 10,12% dos votos, o que correspondia a 469.582 mil votos.

Vídeo: Uma tempestade política e as "tempestadezinhas" que aí vêm

Às 22h44 e com ainda com 26 freguesias por apurar, Ana Gomes tinha 12,61% e 477.046 votos.

Nas eleições presidenciais de 1986, a candidata independente Maria de Lourdes Pintasilgo, primeira mulher em Portugal a protagonizar uma candidatura a Belém, tinha obtido 7,38% dos votos na primeira volta das eleições, o que correspondeu a cerca de 419 mil votos (418.961).

Em 2016, Maria de Belém registou 4,24% dos votos (196.720 votos).

Neste momento, Marisa Matias tem também 3,93%, o que representa 148 mil votos.