“Porque é que um rei há-de valer mais do que uma dama?” Indy desenhou um baralho de cartas sem género

Em vez de rei, dama e valete há ouro, prata e bronze. Com este novo baralho, a holandesa Indy Mellink quer acabar com a desigualdade de género nas cartas.

Tudo começou quando, no Verão de 2020, a holandesa Indy Mellink, fã de jogos de cartas, estava a explicar um jogo aos sobrinhos e se questionou: porque é que um rei vale mais do que uma dama? 

Incentivada pelo pai, a psicóloga forense de 23 anos decidiu que estava na altura de romper com a tradição secular de desigualdade de género dos baralhos de cartas, que classificam os homens acima das mulheres.

Lê mais sobre a história de Indy Mellink.

Sugerir correcção