KPMG defende-se e diz que avisou BdP sobre buraco no BES

Auditora vive nesta terça-feira um dia decisivo na sua defesa às sanções do Banco de Portugal, que assenta no argumento de que toda a informação sobre insuficiências financeiras do grupo foi reportada ao supervisor.

Foto
Reuters/AARON JOSEFCZYK

Está marcada para esta terça-feira a leitura da sentença do recurso interposto pela KPMG e por cinco responsáveis da auditora contra as sanções aplicadas pelo Banco de Portugal (BdP) por violação das regras cometidas na fiscalização ao Banco Espírito Santo (BES).