FC Porto de luto por Reinaldo Teles

Administrador não-executivo da SAD estava internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João, desde 26 de Outubro.

Foto
Reinaldo Teles, 70 anos, faleceu esta quarta-feira vítima de covid-19

Morreu esta quarta-feira, vítima de covid-19, aos 70 anos,​ Reinaldo Teles, administrador não-executivo da FC Porto SAD. O ex-dirigente encontrava-se desde 26 de Outubro internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de São João, no Porto. 

O FC Porto comunicou, no site oficial do clube, o óbito do dirigente que somava mais de meio século de vínculo ao emblema portuense, tanto enquanto responsável associativo – tendo iniciado funções como chefe da secção de boxe – quer como atleta, precisamente como pugilista.

FC Porto comunica óbito de Reinaldo Teles

Reinaldo Teles era o homem de confiança de Pinto da Costa desde 1982, tendo desempenhado o cargo de director adjunto para o futebol, passando a integrar os órgãos sociais do clube em 1988, quando assumiu a liderança do departamento de futebol.

Natural de Paços de Ferreira, onde nasceu a 14 de Fevereiro de 1950, Reinaldo Teles inscreveu-se, com apenas 12 anos, como praticante de pugilismo no FC Porto, tendo conquistado os títulos de campeão regional (1971) e nacional (1973-74) na categoria de “pesos-médios”. A ligação prosseguiria depois de encerrar a carreira de atleta, em 1979, como seccionista, a convite de Pinto da Costa.

A relação com o presidente portista foi reforçada ao longo das últimas décadas, em que Reinaldo Teles assumiu papel preponderante na estrutura do clube, já com foco total no futebol profissional.

O braço direito de Pinto da Costa ocuparia o segundo mais alto cargo da hierarquia “azul e branca” em 1990, quando foi eleito vice-presidente e membro do conselho superior, trajecto que teve sequência depois da criação da SAD portista, em 1997.

Reinaldo Teles integraria o conselho de administração da sociedade anónima desportiva do FC Porto, de que fazia parte no actual mandato (2020-24), já como administrador não-executivo. 

Em 1989, Reinaldo Teles recebeu o Dragão de Ouro como dirigente do ano, tendo sido distinguido em 1994 como sócio honorário e em 1998 com o Dragão de Honra.

As reacções à morte de Reinaldo Teles, bem como as condolências, surgiram de diversos quadrantes, com o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, a associar-se à dor da família portista, tanto institucionalmente como a título pessoal.

comunicado

No dia em que o FC Porto defronta o Olympique Marselha, para a Liga dos Campeões, o actual treinador da equipa francesa, André Villas-Boas, homenageou o dirigente com uma mensagem publicada na conta oficial do Instagram: “Abriste-me as portas do futebol. Jamais te esquecerei. Descansa em paz querido Chefinho”.