No bairro do Barruncho, Yuri e a capoeira tratam das lutas de quem não consegue lutar sozinho

Sem tecto para se abrigarem, sem tapete para caírem, os alunos de Yuri Bumba continuam a treinar capoeira na Póvoa de Santo Adrião. Com ou sem pandemia, o instrutor não desiste de ajudar e apoiar os jovens do bairro do Barruncho, usando a capoeira para os tirar da rua — e dar-lhes as asas.

Foto
Yuri (à esquerda) usa a capoeira para ajudar os alunos na Póvoa de Santo Adrião, em Odivelas Nuno Ferreira Santos

A chuva ameaça a noite, caem algumas pingas e faz cada vez mais frio. Ao subir as escadas da Praceta da Quintinha, ouvimos um berimbau tocar e, quando chegamos ao telhado, vemos um grupo de algumas crianças a saltar, a dar piruetas, a praticar capoeira. É aqui que a Associação Tira-me da Rua (ATR) tem treinado, e é aqui que Yuri Bumba fez crescer um projecto que tem ajudado os filhos do bairro do Barruncho, na Póvoa de Santo Adrião, Odivelas, a sair da rua e a expressar-se através da capoeira.

Sugerir correcção
Comentar