Ninguém cede no braço de ferro que opõe 25 contra dois na União Europeia

Mantém-se o impasse para a aprovação do pacote financeiro de resposta à crise. “Não podemos subestimar a gravidade da situação, nem o carácter sério do obstáculo com que nos confrontamos”, diz o presidente do Conselho Europeu.

Foto
Charles Michel iniciou a videoconferência do Conselho Europeu com a discussão do tema mais sensível LUSA/OLIVIER MATTHYS / POOL

Sem tempo para negociar um novo quadro financeiro plurianual ou organizar um plano alternativo ao fundo de recuperação “Próxima Geração UE”, os chefes de Estado e de governo da União Europeia aproveitaram uma reunião informal do Conselho Europeu por videoconferência, agendada para debater a evolução da pandemia do coronavírus no continente, para dar uma oportunidade aos primeiros-ministros da Hungria e Polónia de explicar as razões que os levaram a bloquear a aprovação do histórico pacote de resposta à crise pandémica, no valor de 1,8 biliões de euros.