“É inexplicável que se possa querer melhorar a competitividade do país ignorando o ensino superior”

O novo presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, António Sousa Pereira, critica a ausência do ensino superior do Plano de Recuperação de Resiliência e exige uma linha de acesso das universidades a fundos comunitários para investimento em infra-estruturas e equipamentos científicos.

Foto
Na pandemia as universidades "têm desenvolvido produtos inovadores", lembra o reitor Paulo Pimenta

António Sousa Pereira, de 59 anos, elege o modelo de financiamento do ensino superior como prioridade para o mandato à frente do organismo que representa as universidades públicas. “Infelizmente não há um reconhecimento do papel” do ensino superior na sociedade portuguesa, lamenta, na sua primeira entrevista como presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), este médico que há dois anos é reitor da Universidade do Porto.