Penela cancela o Presépio e canaliza dinheiro para fundo de emergência

O Penela Presépio atrai milhares de visitantes e é um dos maiores eventos de Natal do Centro de Portugal. O orçamento vai para o Fundo de Emergência Municipal.

covid19,coronavirus,penela,natal,fugas,coimbra,
Fotogaleria
Penela vila-presépio DR
covid19,coronavirus,penela,natal,fugas,coimbra,
Fotogaleria
DR
covid19,coronavirus,penela,natal,fugas,coimbra,
Fotogaleria
DR

“Esta é uma decisão consensual entre os parceiros sociais e económicos do concelho e decorre de uma avaliação contínua do potencial risco provocado pela pandemia covid-19”, anunciou esta segunda-feira a autarquia ao cancelar o Penela Presépio.

O evento que se realizaria pelo 13.º ano, e que costuma atrair milhares de visitantes a este concelho do distrito de Coimbraestava agendado para arrancar a 1 de Dezembro e terminar em Janeiro.

​"Face à realidade que todos atravessamos pela situação epidemiológica por SARS-CoV-2 e a doença covid-19, o município não vai realizar o Penela Presépio 2020 e o orçamento do evento será canalizado para o Fundo de Emergência Municipal”, lê-se em comunicado oficial.

O “Natal deste ano será vivido de uma forma um pouco diferente”, adianta a autarquia de Penela, que por estes dias se tornaria uma vila-presépio, com instalação no interior do castelo: são mais de duas centenas de figuras, impressas em 3D e “embelezadas por vários artesãos”, que "se movem e recriam o início da era cristã e o presépio tradicional português”. Outro momento alto era o Presépio ao Vivo, que reconstitui o que seria o “primeiro Natal”.

Ainda assim, o programa natalício incluirá mercadinho, música de rua, iluminações e “actividades com o tecido económico concelhio, de forma a incentivar a preferência pelo comércio local nas compras” natalícias.

Sugerir correcção