Palácio da Pena reabre salas do torreão e reconstitui aposentos do último rei de Portugal

Reabertura celebra o aniversário do nascimento de D. Manuel II. Mas há mais novidades, incluindo sala dos “tesouros artísticos” de D. Fernando II e espaço dedicado aos últimos monarcas que habitaram o palácio de Sintra.

Foto
Palácio da Pena DR/PSML/WILSON PEREIRA

No domingo, o Palácio da Pena assinala os 131 anos do nascimento de D. Manuel II, o último rei de Portugal, entre 1908 e 1910. Aproveitando a data, o palácio de Sintra reabre as salas do torreão e apresenta um novo projecto expositivo e museológico às visitas.

São quatro salas do piso nobre do torreão, alvo de uma renovação que "visa recuperar a memória histórica daqueles espaços”, refere a Parques de Sintra, gestora de monumentos no concelho, em comunicado. 

Aposentos de D. Manuel II PSML
Aposentos de D. Manuel II PSML
Aposentos de D. Manuel II PSML
Aposentos de D. Manuel II PSML
Aposentos de D. Manuel II PSML
Fotogaleria
PSML

Os visitantes poderão agora encontrar os aposentos reconstituídos de D. Manuel II, com escritório e quarto de dormir, a “partir de inventários e de fotografias da época”. Foram “reintegrados vários objectos pertencentes às antigas colecções reais” e peças de mobiliário originais – incluindo a secretária do rei e o seu leito em pau-santo e pau-rosa. 

Há também uma sala dedicada a D. Fernando II, o rei a que se deve a construção do monumento, onde se “expõe uma selecção de peças ilustrativas dos seus interesses enquanto coleccionador e artista amador”. Há peças de ourivesaria, cerâmica, esculturas em marfim ou esmaltes de Limoges. Do rei-artista podem ver-se também desenhos, gravuras e pinturas sobre cerâmica da sua autoria.

Sala D. Fernando II PSML
Sala D. Fernando II PSML
Fotogaleria
PSML

E ainda um espaço consagrado “aos últimos monarcas que habitaram o palácio: D. Carlos, D. Amélia e D. Manuel II”. Aqui o destaque é "o imponente centro de mesa em prata oferecido por um grupo de senhoras parisienses à então princesa D. Amélia por ocasião do seu casamento com D. Carlos, em 1886”. Em forma de nau (símbolo de Paris), é suportada por duas sereias alusivas aos rios Sena e Marne e está agora, restaurada, em exposição numa vitrina.

Sala dos últimos monarcas PSML
Sala dos últimos monarcas PSML
Fotogaleria
PSML

Os trabalhos no Palácio da Pena, indica a Parques de Sintra, “incluíram profundas obras de conservação e restauro tanto do património móvel, como do património imóvel”, contando-se “intervenções nos pavimentos, paredes e tectos”. Nos últimos tempos foram renovados nove divisões.

No domingo, os residentes em Sintra têm entrada livre nos parques e monumentos. 

Nos fins-de-semana de 14/15 e 21/22 de Novembro, por causa das medidas do estado de emergência, a hora de funcionamento é das 9h às 13h (última entrada: 12h).