hoteis,funchal,gastronomia,fugas,madeira,turismo,
DR

Na Madeira, com um par de botas feitas para andar

O pós-confinamento ficou marcado por uma grande tendência: a vontade de sair de casa e aproveitar a natureza. E que sítio melhor para o fazer do que a Madeira, onde é impossível escapar ao verde e azul?

Saímos já avisados: esta caminhada não é para iniciantes. São cerca de três quilómetros na Ponta de São Lourenço, o local mais a este da Madeira – um sítio onde a paisagem destoa completamente da do resto da ilha. Saímos do Hotel Belmond Reid’s Palace perto das 11h e a viagem dura 40 minutos de carro, mas é o suficiente para deixarmos o verde exuberante da ilha para trás. À nossa frente, apenas o amarelo, a vegetação rasteira e o caminho estreito traçado por entre as rochas.