Deco cria gabinete de aconselhamento gratuito sobre energia

Por dia, chegam à Associação para a Defesa do Consumidor 24 queixas relativas a matérias energéticas.

Foto
Paulo Pimenta

A Associação para a Defesa do Concumidor (Deco) lançou esta quinta-feira o Gabinete de Aconselhamento de Energia – GAE, um serviço gratuito para apoiar cidadãos em questões com o acesso à tarifa social, mudança de comercializador ou acesso a incentivos financeiros do Fundo Ambiental.

O GAE está integrado no projecto STEP (Soluções para Combater a Pobreza Energética – financiado pelo programa H2020 da UE) que tem como objectivo desenvolver um conjunto de soluções para ajudar “os consumidores a gerir o seu consumo de energia e a melhorar o seu padrão de vida, ajudando-os a encontrar as soluções mais adequadas, nomeadamente no que respeita a mecanismos de apoio existentes”. 

A pobreza energética é definida pela Deco como “o conjunto de situações em que um agregado familiar não tem capacidade de assegurar os níveis mais básicos de energia para conseguir iluminar, cozinhar e aquecer a habitação”.

A associação lembra que “Portugal é o quinto país europeu onde os cidadãos têm mais dificuldades em aquecer as suas casas e 19% da população tem dificuldades financeiras em manter a habitação a temperaturas adequadas ao Inverno”.

A questão da pobreza energética ganha maior relevância com a chegada do tempo frio, e com a actual crise pandémica, que leva muitos consumidores a procurar resguardar-se e ficar mais tempo em casa”.

O GAE tem uma equipa preparada para informar e ajudar os portugueses a melhorar a eficiência energética da sua casa, a gerir os seus consumos, a compreender o funcionamento do mercado de energia, bem como a recorrer a mecanismos de apoio em situação de pobreza energética.

O agendamento de atendimento do GAE pode ser feito pelo telefone ou email. A Deco tem em funcionamento outro serviço de atendimento livre, o Gabinete de Apoio Financeiro.