Nos exige indemnização de 42 milhões à Anacom por causa da Dense Air

Operadora defende que licença de serviços de comunicações da Dense Air é “ilegal” e que o espectro radioeléctrico que lhe foi atribuído já devia ter sido recuperado, para poder ser utilizado pelos outros operadores. Anacom deve ser “responsabilizada”, diz a Nos. Regulador garante que cumpriu a lei e tomou decisão “ponderada” e “sustentada”.

anacom,investimento,empresas,telecomunicacoes,economia,vodafone,
Foto
O presidente da Nos, Miguel Almeida, esteve este mês na Assembleia da República Daniel Rocha

A Nos quer ser indemnizada pela Anacom em 42 milhões de euros pelo facto de a entidade reguladora não ter recuperado o espectro radioeléctrico atribuído à Dense Air, uma empresa que detém, desde 2010, direitos de utilização de frequências que entretanto se decidiu que serão usadas para a tecnologia 5G.