Conceição considera jogo de Paços de Ferreira dos mais difíceis

Treinador do FC Porto quer recuperar os pontos perdidos para Sporting e Benfica.

Sérgio Conceição e Pepe ultimam deslocação a Paços de Ferreira
Foto
Sérgio Conceição e Pepe ultimam deslocação a Paços de Ferreira LUSA/FERNANDO VELUDO

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, antecipou esta quinta-feira o jogo de Paços de Ferreira, da sexta jornada da I Liga (amanhã, 20h30), que considera ser “um dos mais difíceis" para a equipa portista, terceira classificada, com 10 pontos, que defronta o 14.º da tabela, com cinco.

“Em termos teóricos e práticos é dos jogos mais difíceis que vamos ter. É um campo difícil e uma equipa muito organizada. O Pepa [técnico do Paços de Ferreira] tem feito um excelente trabalho e a cada ano que passa está mais treinador”, analisou Sérgio Conceição.

O técnico dos “dragões” reconheceu que “não houve muito tempo para preparar este jogo”, e, embora frisando as qualidades do adversário, garantiu um FC Porto que vai “arranjar soluções para ganhar” o desafio.

Vamos apanhar um adversário de qualidade, muito forte a jogar no seu estádio. O seu treinador evidencia características competitivas e de boa organização. Não há grandes nomes, mas há uma equipa forte, que sabe o que faz. Cabe-nos encontrar a solução para ganhar o jogo”, vincou o treinador portista.

A formação “azul e branca” caiu para o terceiro lugar do campeonato, depois de o Sporting ter vencido o Gil Vicente, na partida em atraso da primeira jornada, mas Sérgio Conceição aponta a vontade do grupo para recuperar os pontos perdidos.

“Vencer é sempre uma obrigação, mesmo quando estamos em primeiro. Faltou-nos uma pontinha de sorte em alguns jogos, mas não quero agarrar-me a isso. É não cometer os mesmos erros e olhar para este jogo como uma final”, sublinhou.

Questionado sobre se tem mais soluções em comparação com as três temporadas anteriores, Sérgio Conceição preferiu lembrar as dificuldades financeiras que o clube tem enfrentado, desabafando que “nem tudo é uma maravilha”.

Estou aqui para potenciar jogadores, ganhar campeonatos, e entrar na Liga dos Campeões, para sermos uma solução para o clube. Não podemos, no contexto actual, com o FC Porto há três anos sob a alçada do fair-play financeiro, dizer que tudo é uma maravilha”.

Para o jogo de Paços de Ferreira, Sérgio Conceição assumiu que o colombiano Luis Díaz “está melhor e poderá surgir nos convocados”, algo que não acontecerá com o defesa Zaidu, a cumprir um jogo de castigo, por ter sido expulso na jornada anterior.

Pepa regressa de “isolamento"

Depois de ter testado positivo a covid-19 e de ter cumprido isolamento, Pepa está de volta ao banco da equipa pacense, tendo analisado o jogo com o FC Porto.

“Teremos de ter muito cuidado na fase de construção, porque o FC Porto identifica bem as referências de pressão. Depois, é desfrutar do jogo, levá-lo para a dimensão que pretendemos e manter o equilíbrio emocional, porque isso dá-nos equilíbrio táctico e melhores decisões”, disse Pepa, que relativizou as possíveis mudanças no “onze” portista.

“O Pepe é um líder por natureza e tem um nível de rendimento altíssimo; o Sérgio Oliveira acrescenta muito em qualquer equipa nos lances de bola parada e é o cérebro; o Otávio desequilibra por dentro e por fora e o Marega é exímio a procurar os espaços”, detalhou.

Sugerir correcção