Santander processa Câmara de Ponta Delgada

Principal credor quer que venda da Azores Parque seja anulada. Responsáveis da autarquia ouvidos em tribunal demonstraram falta de memória

santander,ponta-delgada,politica,acores,santander-totta,psd,
Foto
Câmara de Ponta Delgada DR

O banco Santander Totta quer ver anulada a venda da Azores Parque (AP) e responsabilizar a Câmara Municipal de Ponta Delgada (CMPD) pelo incumprimento do dever de internalizar a sociedade e assumir as suas dívidas. O principal credor da antiga sociedade municipal moveu por isso dois processos contra a autarquia que correm nos tribunais cíveis e administrativos.