Cristiano Ronaldo diagnosticado com covid-19

Internacional português “está bem, sem sintomas e em isolamento”.

covid19,coronavirus,seleccao-nacional,futebol,desporto,cristiano-ronaldo,
Fotogaleria
Cristiano Ronaldo foi dispensado dos trabalhos da Selecção Nacional GONZALO FUENTES/Reuters
covid19,coronavirus,seleccao-nacional,futebol,desporto,cristiano-ronaldo,
Fotogaleria
Ronaldo acena na Cidade do Futebol, já depois de confirmada a infecção por covid-19,Ronaldo acena na Cidade do Futebol, já depois de confirmada a infecção por covid-19 LUSA/DIOGO PINTO / HANDOUT,LUSA/DIOGO PINTO / HANDOUT
covid19,coronavirus,seleccao-nacional,futebol,desporto,cristiano-ronaldo,
Fotogaleria
Ronaldo está, por agora, em isolamento em Oeiras LUSA/DIOGO PINTO / HANDOUT

Cristiano Ronaldo foi dispensado da selecção nacional e não irá defrontar a Suécia, depois de ter testado positivo à covid-19, anunciou esta terça-feira a Federação Portuguesa de Futebol.

Segundo a nota publicada no site da Federação Portuguesa de Futebol, o capitão da selecção portuguesa “está bem, sem sintomas e em isolamento”.

“Na sequência do caso positivo os restantes jogadores realizaram novos testes esta terça-feira de manhã, todos com resultado negativo, e estão à disposição de Fernando Santos para o treino desta tarde, na Cidade do Futebol”, acrescenta o comunicado.

O jogo contra a Suécia, que conta para a fase de apuramento da Liga das Nações, está agendado para esta quarta-feira, às 19h45, no Estádio José Alvalade.

O afastamento de Cristiano Ronaldo da convocatória de Fernando Santos resulta na quarta baixa (uma de forma indirecta) na selecção portuguesa na última semana devido à covid-19. A primeira baixa entre os 26 convocados pelo treinador português aconteceu ainda antes de os jogadores se concentrarem na Cidade do Futebol, em Oeiras: devido aos casos de covid-19 no plantel do Nápoles, Mário Rui não foi autorizado a viajar para Portugal.

No dia em que devia arrancar a preparação para o jogo de preparação com a Espanha, chegou a notícia do primeiro positivo na despistagem do SARS-Cov-2. Num comunicado, a FPF informou que “o internacional português José Fonte testou positivo para covid-19 e foi dispensado da selecção nacional.”

Três dias mais tarde, já depois do jogo com a Espanha no Estádio de Alvalade, surgiu o segundo caso de covid-19 no grupo liderado por Fernando Santos. Depois de ter participado sem qualquer restrição no confronto frente aos espanhóis – foi suplente não utilizado -, o guarda-redes Anthony Lopes testou positivo na despistagem feita antes da selecção viajar para França e abandonou a concentração na Cidade do Futebol.

Na manhã desta terça-feira, o primeiro indício de que algo de anormal se passaria surgiu com o adiamento da conferência de imprensa de antevisão da partida desta quarta-feira com a Suécia e, ao início da tarde, chegou a confirmação de que Cristiano Ronaldo era o terceiro jogador da selecção nacional a ser diagnosticado com covid-19 na Cidade do Futebol.

Ver esta publicação no Instagram

Unidos dentro e fora do campo! ???????????? #todosportugal

Uma publicação partilhada por Cristiano Ronaldo (@cristiano) a

Na semana passada, Ronaldo e vários outros futebolistas internacionais da Juventus foram notificados por terem desrespeitado as regras de isolamento sanitário por causa da covid-19. Os jogadores deixaram Turim no início da semana para se juntarem às respectivas selecções, apesar do protocolo de isolamento imposto após a confirmação de dois casos de covid-19 no campeão italiano.

Nesta segunda-feira, Ronaldo publicou uma imagem na sua conta da rede social Instagram onde figura com os restantes elementos da selecção nacional, embora não esteja claro quando a fotografia terá sido tirada.

À semelhança do que acontece com todos os outros infectados com covid-19, Cristiano Ronaldo terá agora de ficar em isolamento - em Itália é obrigatório um período de dez dias de quarentena -, repetindo depois o teste se não tiver qualquer sintoma da doença. Se o novo teste der negativo, o capitão da selecção portuguesa pode nessa altura regressar à sua vida normal e voltar a trabalhar juntamente com o plantel da Juventus.