Anze Logar: “Quem não respeita os seus princípios fundamentais não pode fazer parte da UE”

Eslovénia é aliada da Hungria e vai assumir a liderança da UE depois de Portugal. Chefe da diplomacia eslovena assegura que a presidência “não será tendenciosa”, apesar de não se querer meter no debate sobre as violações húngaras e polacas dos princípios do Estado de direito.

democracia,mundo,uniao-europeia,eslovenia,hungria,europa,
Fotogaleria
Anze Logar reuniu-se com o ministro Augusto Santos Silva Daniel Rocha
democracia,mundo,uniao-europeia,eslovenia,hungria,europa,
Fotogaleria
Ministro esloveno sublinhou diferenças históricas, culturais e políticas entre os Estados-membros Daniel Rocha
democracia,mundo,uniao-europeia,eslovenia,hungria,europa,
Fotogaleria
Chefe da diplomacia da Eslovénia acredita que o país que detém a presidência deve ser um "mediador honesto" Daniel Rocha

Depois de Portugal, será a vez de a Eslovénia assumir a presidência rotativa da União Europeia – a partir de Julho do próximo ano. O ministro dos Negócios Estrangeiros esloveno, Anze Logar, veio, por isso, a Lisboa, para discutir as prioridades para o segundo semestre de 2021 com o Governo português.

Sugerir correcção