(in)Feliz aniversário

Aos 75 anos, sem liderança nem consenso e com o multilateralismo em crise, as Nações Unidas não têm vida fácil.

Ninguém deu por isso, mas as Nações Unidas comemoraram, esta semana, 75 anos de idade. Não admira, quase ninguém foi à festa. O aniversário foi assinalado sem pompa nem circunstância. Em sessão virtual, com Guterres, mas sem chefes de Estado ou de governo e com a adopção de uma simples declaração política. Realista no propósito e modesta na ambição, que os tempos não estão para mais.  The Future We Want, the UN We Need não anuncia a grande reforma que a data justificava. Reafirma, apenas, o compromisso vago com o multilateralismo. 

Sugerir correcção