Vem aí um novo livro vermelho sobre os mamíferos ameaçados de Portugal continental

Cientistas, profissionais e voluntários juntaram-se num novo projecto de avaliação dos estatutos de ameaça dos mamíferos de Portugal continental – o Livro Vermelho dos Mamíferos de Portugal Continental. Com data de publicação prevista para Dezembro de 2021, o livro apresenta ainda 12 novas espécies que ocorreram no país nos últimos 15 anos.

animais,ciencia,portugal,conservacao-natureza,biodiversidade,biologia,
Fotogaleria
A cabra-montês (Capra pyrenaica) foi classificada como "Criticamente em Perigo" no Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal Francisco Álvares
animais,ciencia,portugal,conservacao-natureza,biodiversidade,biologia,
Fotogaleria
Lince-ibérico (Lynx pardinus) reintroduzido em Mértola ICNF
animais,ciencia,portugal,conservacao-natureza,biodiversidade,biologia,
Fotogaleria
O morcego-de-ferradura-mediterrânico (Rhinolophus euryale) está classificado como "Criticamente em Perigo" de extinção Francisco Álvares
animais,ciencia,portugal,conservacao-natureza,biodiversidade,biologia,
Fotogaleria
O toirão (espécie selvagem do furão doméstico) está em "Situação de Ameaça", de acordo com a classificação da Directiva Habitats Edwin Godinho
,Marta de faia
Fotogaleria
O estado de conservação da marta (Martes martes) é considerado "Desconhecido" Milan Zygmunt
,Golfinho
Fotogaleria
Do lado do habitat marinho, o boto (Phocoena phocoena) está em "Situação de Ameaça" Shutterstock

A última avaliação dos estatutos de ameaça dos mamíferos do nosso país remonta a 2005, ano da publicação do Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, que para além desta classe de animais analisou o risco de extinção dos peixes, anfíbios e répteis e das aves. Quinze anos depois, dezenas de cientistas, profissionais e voluntários pretendem não só actualizar os dados dos mamíferos analisados na altura para Portugal continental, como também introduzir registos de novas ocorrências de espécies no território, num novo Livro Vermelho dos Mamíferos de Portugal Continental. O projecto teve início em Maio de 2019 e prevê-se que termine só em Dezembro de 2021, com o lançamento do livro.