A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria: Trovador — Valsa da Solidão

Hoje a Baião Piedade levou-nos ao Alexandre M. Silva, que nos levou ao Bernardo Franco, que se intitula Trovador. Não tem página no Facebook, só deu um concerto e foi pós covid-19 e via streaming. Não sei por que começou, nem porquê. Mas conheço muitos músicos, cada vez há mais, são todos resilientes valentes, que ser-se músico em Portugal, se era duro, agora com vírus é quase impossível, mas um artista é artista quando não consegue viver sem criar. Eu olhei para o Bernardo hoje e percebi isso. Mas percebi mais, ele não copiava ninguém, cantava para si e para quem o ouvisse como um verdadeiro Trovador, tem a sua linguagem e a sua calma e isso é raro. Espero que nunca desista e que perceba que quem escolhe este caminho não se pode queixar. Tem de o levar contra marés, sabendo que o mar acalma e que o sol nasce todos os dias. 

O P3 partilha regularmente vídeos do projecto A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria, de Tiago Pereira, que se dedica a gravar manifestações musicais, rituais, práticas, paisagens sonoras e histórias de vida, sempre na primeira pessoa, pelo país todo. 

Sugerir correcção