O primeiro capítulo do livro (Da Falta de) Liberdade de Expressão, do activista Joshua Wong

Estará nas livrarias portuguesas a 17 de Julho, numa edição da Bertrand, mas já pode ler Rumo à Terra Prometida: A ascensão do novo cidadão de Hong Kong aqui. Joshua Wong organizou o primeiro protesto estudantil em Hong Kong contra a Educação Nacional, esteve à frente do Movimento dos Guarda-Chuvas e fundou o partido pró-democracia Demosisto. Esta obra é uma das que foram retiradas dos catálogos das bibliotecas de Hong Kong, poucos dias depois de entrar em vigor a Lei de Segurança Nacional.

Foto
Joshua Wong Reuters/TYRONE SIU

Nasci em 1996, o ano do Rato de Fogo, nove meses antes de Hong Kong ter regressado à soberania chinesa. Segundo o zodíaco chinês, que tem ciclos de 60 anos, o rato de fogo é aventureiro, rebelde e loquaz. Embora, enquanto cristão, não acredite na astrologia, seja ela ocidental ou oriental, estas características de personalidade são bastante acertadas, sobretudo no que respeita a ser um conversador compulsivo. «Quando o Joshua era ainda um bebé, mesmo com um biberão na boca, produzia todo o tipo de sons, como se estivesse a discursar em palco». É assim que a minha mãe continua a apresentar-me aos novos membros da igreja. Não tenho a mais pequena recordação do que fazia em bebé, mas a descrição que ela faz é perfeitamente credível e eu acredito na sua palavra.