Praia, miradouro, aldeia do xisto: há novos passadiços nas Fragas de São Simão

A monumentalidade natural da zona da aldeia Casal de São Simão, no concelho de Figueiró dos Vinhos, conta agora com um novo miradouro e passadiços para interligar as atracções.

passeios,figueiro-vinhos,lousa,fugas,turismo,praias,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
passeios,figueiro-vinhos,lousa,fugas,turismo,praias,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
passeios,figueiro-vinhos,lousa,fugas,turismo,praias,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
passeios,figueiro-vinhos,lousa,fugas,turismo,praias,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
fugas,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
fugas,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
fugas,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
Casa de Valeverde - Vida Orgânica
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
fugas,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
fugas,
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
Leiria
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
Figueiró dos Vinhos
Fotogaleria
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos
Casal de São Simão
Fotogaleria
Fragas de São Simão ADXTUR
,Casal de São Simão
Fotogaleria
Fragas de São Simão ADXTUR
,Fragas de São Simão
Fotogaleria
Casal de São Simão ADXTUR-Danilo Pavone,ADXTUR-Danilo Pavone
,Casal de São Simão
Fotogaleria
Casal de São Simão ADXTUR-Bruno Ramos
,Aldeias do Xisto
Fotogaleria
Casal de São Simão ADXTUR-Bruno Ramos

Em pleno território das Aldeias do Xisto, a zona das Fragas de São Simão, no concelho de Figueiró dos Vinhos, já era senhora de muitas atracções. Fosse pela aldeia, o Casal homónimo, fosse pelos passeios pela natureza e produtos locais ou, claro, pela praia natural. 

Mas, este Verão, as fragas têm novidades: miradouro e passadiços foram preparados a tempo da temporada e inaugurados oficialmente a 3 de Julho.

PÚBLICO -
Foto
Fragas de São Simão CM Figueiró dos Vinhos

“Os passadiços, com cerca de dois quilómetros, facilitam o acesso à fantástica praia fluvial das Fragas de São Simão, que convida a um dia bem passado no meio da natureza”, resume o Turismo do Centro, que sublinha que “pela beleza natural envolvente, em frente à Aldeia do Xisto de Casal de São Simão, este passa a ser um destino de visita obrigatória para quem visita a região”.

A intervenção no local “permitiu requalificar um antigo caminho ancestral e ligar três pólos de importante atracção turística no concelho: a praia fluvial, o miradouro e a aldeia de xisto”, sublinha por seu lado Jorge Abreu, presidente da autarquia de Figueiró dos Vinhos.

PÚBLICO -
Foto
Casal de São Simão ADXTUR-Bruno Ramos

Pela aldeia de Casal de São Simão, que na verdade é só uma rua, podemos sentir-nos num dos Refúgios de Pedra (é mesmo este o nome da associação responsável pela recuperação da aldeia), “com uma fonte que continuamente entoa a canção da água”, “com uma capela que nos conta lenda de santo”, “com uma vereda que nos leva à praia”, resumem as Aldeias do Xisto. Sublinha-se aqui que há num local “um novo sentir colectivo feito de pessoas que recuperaram as casas com as suas próprias mãos”. No local, há restaurante, alojamento e loja.

A praia fluvial, “entre duas imponentes fragas”, fica a 15 minutos a pé, por percurso pedestre, da aldeia, com “água da ribeira de Alge, que passa a caminho do Zêzere”, “tão límpida que se vislumbram as pequenas pedras no seu interior”. 

PÚBLICO - Fragas de São Simão
Fragas de São Simão ADXTUR
PÚBLICO - Fragas de São Simão
Fragas de São Simão ADXTUR
Fotogaleria
ADXTUR

Em redor, não faltam actividades e caminhos para descobrir, agora com os passadiços, que deverão crescer mais cerca de 1km em breve até à Ermida de São Simão, a facilitarem acessos.

“A obra de implementação de passadiço, beneficiação do percurso da ribeira de Alge” à aldeia de S. Simão e “requalificação do Miradouro de S. Simão, com construção de zona de estacionamento”, segundo dados da autarquia, representa um investimento de cerca de 400 mil euros, financiado a 90% pelo Turismo de Portugal no âmbito do Programa Valorizar – Linha de Valorização Turística do Interior.

Sugerir correcção