António Mexia e Manso Neto suspensos de funções na EDP por Carlos Alexandre

O juiz de instrução deu 15 dias a António Mexia para prestar uma caução no valor de um milhão de euros. O mesmo valor foi aplicado a Manso Neto.

Foto
dro Daniel Rocha

O juiz Carlos Alexandre determinou esta segunda-feira a suspensão de funções de António Mexia, presidente da EDP, e de João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis, no âmbito do caso das rendas da eléctrica. Este afastamento de funções tinha sido proposto pelo Ministério Público, que exigia igualmente outras medidas de coacção.