Broadway só reabre em 2021

A dificuldade em prever a evolução da pandemia de covid-19 em Nova Iorque ao longo dos próximos meses levou os responsáveis dos teatros da Broadway a decidir manter as salas encerradas pelo menos até ao final do ano.

nova-iorque,broadway,teatro,culturaipsilon,
Foto
Reuters/CARLO ALLEGRI

A Broadway League, associação dos gestores das salas de espectáculos do célebre quarteirão teatral de Manhattan, anunciou esta segunda-feira que os teatros se manterão fechados pelo menos até ao final do ano, e que a data exacta da reabertura em 2021 ainda está dependente da evolução da pandemia de covid-19 em Nova Iorque.

A associação assegurou na mesma ocasião que os detentores de bilhetes para todos os espectáculos que estavam agendados até 3 de Janeiro poderão trocá-los ou devolvê-los. A presidente da Broadway League, Charlotte St. Martin, acrescentou que decorrem neste momento reuniões com as autoridades políticas e de saúde para estabelecer o conjunto de medidas sanitárias e de segurança que as salas terão de implementar quando reabrirem. 

Os teatros da Broadway fecharam portas em meados de Março, e a sua reabertura não implica apenas assegurar um conjunto de medidas que evitem o contágio da covid-19, mas conseguir que as regras de distanciamento social não inviabilizem financeiramente o funcionamento das salas. “Não há maneira de o modelo económico da Broadway funcionar para um teatro cuja lotação seja reduzida a metade por causa do distanciamento social”, afirmou Charlotte St. Martin numa entrevista ao site Deadline em meados de Abril. “Os teatros da Broadway tem os melhores funcionários, mas também os mais caros do mundo, de modo que teremos de encontrar maneira de garantir que podemos reabrir com as mesmas audiências que tínhamos no passado”.

Sugerir correcção