Auditora “chumba” bónus fiscal que manteve Montepio à tona

Nova auditora apertou controlo às contas da Associação Mutualista Montepio Geral: prejuízo disparou para 408,8 milhões com valorização mais baixa do banco e bónus fiscal foi “chumbado”, o que pode abrir novas necessidades de capital.

Foto
PP PAULO PIMENTA

A PwC já fechou as contas da dona do Montepio e deixou duas notas de alarme: o bónus fiscal validado pelo Governo está sobreavaliado, o que pode gerar novas necessidades de capital; e o plano de negócios deve ser reavaliado. Sobre o banco, a auditora diz que vale menos do que tinha vindo a ser registado, o que gerou um prejuízo de 408,8 milhões nas contas da mutualista de 2019.

Sugerir correcção