Plano europeu de recuperação não exige aumento das contribuições nacionais

Comissão avança esta quarta-feira a sua proposta de revisão do quadro financeiro plurianual e o modelo para o instrumento de recuperação e resiliência em resposta à pandemia do coronavírus.

economia,eurogrupo,uniao-europeia,angela-merkel,europa,conselho-europeu,
Foto
Anúncio será feito pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, ao início da tarde no plenário do Parlamento Europeu Reuters/Johanna Geron

A Comissão Europeia espera que a emergência da pandemia de coronavírus, e a necessidade de resgatar a economia do continente da pior recessão desde a Segunda Guerra Mundial, levem os Estados-membros e os grupos políticos do Parlamento Europeu a levantar as suas objecções e ultrapassar as respectivas linhas vermelhas que até agora impediram um acordo para o próximo quadro financeiro plurianual de 2021-27 — e a aprovar o seu “pacote para a recuperação da Europa” em Junho/Julho ou, no limite, no fim do Verão.