A desconfinar, naturalmente, no Jardim Botânico de Coimbra

O jardim volta a convidar a passeios, embora parcialmente e com restrições. É um dos primeiros passos da reabertura dos espaços da Universidade de Coimbra.

Fotogaleria
Nelson Garrido
Fotogaleria
Nelson Garrido
Jardim Botânico da Universidade de Coimbra
Fotogaleria
Nelson Garrido

Ar livre, natureza, plantas de todo o mundo. Esta combinação, perfeita para os primeiros passeios de desconfinamento, está à espera de visita no Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. A partir de 18 de Maio, o espaço verde do coração da cidade está de portas reabertas, depois de dois meses vedado ao público.

Já é possível circular pelo jardim, ainda que parcialmente e observando as recomendações das autoridades de saúde para esta fase. Está aberto das 9h às 17h30 e a entrada faz-se exclusivamente por dois acessos: a norte, pelos arcos; a sul, pelo portão de Vandelli.

Estabelecido em 1772, por acção do Marquês de Pombal, o jardim é um dos primeiros espaços a ser contemplado pelo calendário de reabertura progressiva da universidade, a par do Paço das Escolas. Os próximos serão a exposição Leonardo da Vinci - Tornar o Conhecimento Visível, na Casa das Caldeiras, e o Museu da Ciência.